sex, 06/01/2017 - 13:51

Febre Amarela pode ter causado a morte de 5 pessoas em Caratinga

Entrevista com secretário de saúde do município

Publicidade
Cinco mortes estão sendo investigadas pela Secretária de Saúde do Município de Caratinga-MG. Há possibilidade das mortes terem sido provocadas por Febre Amarela.

Segundo informações, os casos foram registrados em uma mesma região. A primeira ocorreu no último dia 19 de dezembro e a última nessa quinta-feira (5).

Todas as vítimas são moradoras da zona rural de Imbé de Minas, Ubaporanga e Piedade de Caratinga. Outras pessoas estão internadas no Pronto Atendimento Microrregional de Caratinga com sintomas semelhantes (febre, dores pelo corpo, náuseas e vômitos; hemorragias e evolui para insuficiência hepática e renal). Já outros pacientes foram transferidos para hospitais de Ipatinga e Belo Horizonte.

Ainda segundo informações, a maioria das vítimas são pessoas com idade ativa, homens e lavradores. Três macacos foram encontrados mortos na região onde os lavradores trabalham.

Publicidade
Publicidade

Duas pessoas que vieram à óbito foram analisadas, sendo descartada a morte por leptospirose.

Técnicos da Gerência Regional de Saúde de Coronel Fabriciano estão auxiliando nas investigações e técnicos da Secretaria de Estado da Saúde de Belo Horizonte estão vindo à região para ajudar. Os animais mortos também serão analisados.

Vídeo postado no YouTube

Com informações do Super Canal

qua, 22/03/2017 - 18:42

Segunda morte por leishmaniose humana é confirmada em Ipatinga

A vítima tinha 33 anos, era morador de rua e ficava na praça Caratinga, no Centro
qua, 22/03/2017 - 17:35

Crianças atendidas pelo PELC visitam o Parque Samambaia em Ipatinga

A visita foi ao Parque Samambaia, no bairro Bom Jardim
qua, 22/03/2017 - 16:49

Estupro coletivo de adolescente é transmitido pelo Facebook

A jovem de 15 anos foi violentada por cinco ou seis homens
qua, 22/03/2017 - 15:11

Mineira condenada por tráfico internacional de menores é presa em BH

A suspeita de 39 anos, que é natural de Central de Minas, na região do Rio Doce, estava foragida por aliciar e enviar jovens de 14 a 18 anos ao exterior para prostituir no exterior