quarta-feira, 24/04/2013

Projeto Boinas Verdes busca retorno de atividades em Ipatinga

 Foto: divulgação/BoinasVerdes

O Projeto Boinas Verdes busca o retorno de suas atividades no município de Ipatinga. Desde 2003, crianças e adolescentes com idades entre 7 e 17 anos, participavam do projeto na cidade, que atualmente funciona apenas em Santana do Paraíso.

De acordo com Romero Barbosa, presidente do Boinas Verdes, entre os objetivos do projeto estão o afastamento da juventude da criminalidade e a formação de cidadãos de bem.

Romero disse que o trabalho está sendo realizado no bairro Cidade Nova, em Santana do Paraíso, na Escola Estadual Herbert José de Souza - “Betinho”, aos sábados, das 7h às 12h.

Publicidade
“Esse projeto fundado em Ipatinga já beneficiou mais de 1.362 famílias”, declarou Romero, frisando que recebe constantemente pedidos de diversos pais para que o projeto volte a ser realizado no município.

Segundo Romero, os trabalhos que seriam realizados no Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro, no bairro Veneza, foram cancelados. “Recebi uma carta dizendo que nós não poderíamos mais estar operando naquele lugar, porque aquele lugar tinha sido interditado pelo Corpo de Bombeiros”, disse o presidente.

Romero destacou que o projeto precisa de apoio moral e que portas sejam abertas para a realização das atividades. “As pessoas lembram muito do financeiro, mas queremos muito mais o apoio moral”.

Romero ainda afirmou que o intuito é retomar as atividades e trabalhar com no mínimo cinco mil famílias ipatinguenses.

Fábio Pereira Andrade, coordenador-geral do Boinas Verdes, salientou que o objetivo do projeto é “tirar as crianças das drogas, da rua, da ociosidade, formando pra sociedade com caráter, com personalidade, disciplina e hierarquia”.

“Trabalhamos aqui com muitas famílias e hoje queremos voltar para Ipatinga porque estamos vendo o alto índice de criminalidade só aumentando com criança e adolescente”, disse o coordenador.

Fábio contou que fez parte da Guarda Mirim de Ipatinga e frisou que projetos envolvendo jovens são extremamente importantes para a formação de uma sociedade melhor.

O vereador Elton Detetive (PT), de Santana do Paraíso, disse que assim que o projeto foi implantado em seu município, a procura de pais e crianças interessados em participarem foi imediata.

O parlamentar informou que o desejo é que o projeto seja implantado em toda a cidade, alegando que o objetivo é trabalhar em prol das crianças. 

A Prefeitura de Ipatinga informou para nossa reportagem que o Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro foi interditado pelo Corpo de Bombeiros, no início deste ano, devido a ocorrência, desde 2011, de irregularidades na infraestrutura, comprometendo a segurança dos frequentadores do espaço. Por este motivo, há o impedindo de realização de atividades esportivo-culturais em suas dependências.

A Prefeitura também esclareceu que foi realizado um diagnóstico para levantamento de todos os problemas de infraestrutura que teriam sido deixados pelo governo anterior e que tem se empenhado em captar recursos junto aos Governos Estadual e Federal para readequação da infraestrutura do CEC 7 de Outubro, bem como de outros equipamentos públicos, para posterior retomada das ações, projetos e programas esportivos, inclusive e prioritariamente, aqueles de iniciativa e com apoio da Administração Municipal.
 

BOINAS VERDES

Apresentação:

Nós, educadores, policiais, membros de igrejas, dentre outros envolvidos neste projeto, temos obrigações para com a nossa sociedade. Ajudar o próximo em toda e qualquer ocasião é muito mais do que ajudar um velhinho a atravessar a rua ou mesmo dar dinheiro ao pobre mendigo que pede nas ruas. Ajudar ao próximo em toda e qualquer ocasião significa estar pronto para prestar o seu serviço à sociedade, e, especialmente, como um Boina Verde, se antecipar e descobrir onde a sociedade está precisando de você.

Temos que buscar nos antecipar aos problemas, conhecer de que forma poderemos atuar e com estas informações oferecer condições de melhorar a nossa sociedade. Precisamos de iniciativa e apoio para cumprir esta missão, visando descobrir as informações referentes às necessidades dos grupos sociais que necessitam de auxílio.

Em suma, os Boinas Verdes, como agentes de transformação social, devem ser protagonistas de uma nova sociedade, mais amiga, mais coerente, mais decisiva e mais realista às condições existentes.

 
Foto: divulgação/BoinasVerdes

Quem somos?

Somos um movimento de crianças e jovens, com a colaboração de adultos, unidos por um compromisso livre e voluntário. Somos um movimento de educação não formal, que complementa o trabalho da família, da escola e da religião, interessado em contribuir para que o jovem assuma seu próprio desenvolvimento. Interessa-nos mais a formação de atitudes do que a aquisição de conhecimentos ou habilidades específicas. Queremos o desenvolvimento do ser humano como um todo, tanto em seus aspectos psicossociais e físicos. Aspiramos um ser humano pleno em sua existência e que se sinta como parte da humanidade e em sua identidade singular, sem distinção de origem, etnia, classe ou credo.

Somos um movimento que caminha em busca de Deus e que estimula seus membros a viverem autenticamente, dando testemunho de sua fé. Incentivamos nossos jovens a terem lealdade a pátria, em harmonia com a promoção da paz mundial. Pregamos o amor à nossa terra e ao nosso povo, sem hostilidade entre os mesmos, colaborando assim para o respeito mútuo.

Acreditamos na família, raiz integradora da comunidade e centro de uma civilização baseada no amor, na verdade e na justiça, por isso, queremos contribuir para que a criança e o adolescente cresçam rumo a uma cidadania responsável e útil.

Procuramos ter uma participação ativa e positiva nas grandes questões nacionais, principalmente as relacionadas aos jovens, como: desenvolvimento escolar, uso de drogas e álcool, mercado de trabalho, responsabilidade social; civismo, religião, entre outras. Estimulamos inteiramente a discussão desses temas buscando sempre desenvolver projetos envolvendo tais questões.

 
Foto: divulgação/BoinasVerdes

Histórico em Ipatinga

O Boinas Verdes de Ipatinga (BVI) é uma entidade filantrópica, que tem como público alvo crianças de 7 a 17 anos e seis meses e tem como ponto crucial resgatar os valores perdidos e esquecidos pela sociedade.

O projeto era realizado na Escola Municipal João Amparo Damasceno, no bairro Vila Celeste, e tinha como responsáveis o monitor Fábio Pereira Andrade, a senhora Ivanete, e o sargento Paulo Sérgio Nunes Teixeira como coordenador.

O Boinas Verdes já trabalhou em parceria com o projeto social Anjo da Escola, da Polícia Militar.

Em 2005 foi iniciada uma nova etapa para o BVI, com a inauguração do núcleo na Escola Estadual Laura Xavier Santana, no bairro Bom Jardim, onde foram inscritas cerca de 350 crianças e adolescentes. Também foram criadas as Comissões de Pais, que tem como objetivo e ação primordial acompanhar não só o desenvolvimento de atividade desenvolvida em cada núcleo, mas também buscar ajuda, respeito e reconhecimento pelos trabalhos sociais prestados pela entidade junto a sociedade. A atuação de profissionais da área de Educação, como professores de educação física, psicopedagogas, pedagogas e assistentes sociais, entre outros, fez com que a entidade se tornasse mais técnica e evolutiva na área de convívio e assistência profissional às crianças, adolescentes e principalmente às suas famílias.

 
Foto: divulgação/BoinasVerdes

Desafios para uma vida melhor

- Pretendemos que a crianças e os adolescentes aprendam a fazer opções, a descobrir aquilo que querem e podem conquistar.

- Queremos que sejam capazes de assumir responsabilidades, de formular seus projetos de vida e lutarem por eles, conscientes de sua dignidade. Queremos auxiliá-los a serem eles próprios, e a viverem por conta própria, como agentes de seu próprio desenvolvimento.

- Propomos que os jovens se realizem pessoalmente por meios de uma relação de serviços ao próximo. Esta aprendizagem para a vida em sociedade permite descobrir o sentido de vida comunitária e incentiva as atitudes de solidariedade e democracia. Aquele que cresce nos Boinas Verdes é um cidadão livre, que respeita a liberdade alheia, interessado em humanizar o mundo, em construir a história e criar uma nova sociedade, participativa e fraterna.

Métodos

O Boinas Verdes é composto de programas especiais, destinados a reunir as necessidades físicas e psicológicos dos adolescentes em suas diferentes idades. Definimos como um sistema de autoeducação progressista e que constitui um todo integrado em que se combinam diversos elementos. Assim, não só formulamos princípios, mas sim traduzimos um compromisso com um estilo de vida, com um código de ética, assumido pelo adolescente ante um grupo de companheiros.

A educação pela ação é outro componente do método, que valoriza o aprendizado pela prática, os hábitos de observação, dedução e indução e o treinamento para a autonomia, baseado na autoconfiança e na iniciativa.

 
Foto: divulgação/BoinasVerdes

Vida em equipe

A integração a pequenos grupos é o elemento chave do Boinas Verdes. Esses grupos de iguais aceleram a socialização, possibilitam a identificação a identificação de todos os seus membros com objetivos que lhes são próximos, permitem o profundo conhecimento de outras pessoas e facilitam a apreciação mútua, a liberdade e a espontaneidade, criando uma atmosfera privilegiada para que o adolescente cresça e se desenvolva. O grupo possibilita a descoberta e a aceitação progressiva de responsabilidades e prepara para o autocontrole, por meio da disciplina assumida voluntariamente.




Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2015 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço