quarta-feira, 20/05/2009

Projeto Família Saudável ampliará atendimento do PSF em Ipatinga

Implantado há mais de dois meses, logo após a posse do prefeito Robson Gomes (PPS), o Projeto “Família Saudável, Família Feliz”, idealizado pela Prefeitura de Ipatinga, já colhe resultados positivos. A Secretaria Municipal de Saúde vem desenvolvendo atividades que melhorem o atendimento à população.

A proposta da administração é que em aproximadamente quatro anos, toda a cidade passe a contar com as equipes do Programa Saúde da Família (PSF). Atualmente, o PSF tem 36 equipes, mas pode chegar a ter 88. Com esse projeto, 100% da cidade contará com o PSF. Mesmo com 36 grupos, 42% da população ainda não conta com o serviço.

Os trabalhos estão sendo desenvolvidos em consonância com o proposto no Plano Diretor da Atenção Primária, assinado entre o município e a Secretaria de Estado da Saúde (SES). O prefeito de Ipatinga destaca que a saúde é prioritária no seu governo. “Somente nesta administração 12 médicos foram contratados para o PSF e alocados em equipes que estavam desfalcadas. Saúde é coisa séria, por isso não temos medido esforços para trazê-la de volta aos trilhos”, observa.

Fabiano Moreira, chefe de gabinete da Saúde e idealizador do projeto “Família Saudável, Família Feliz”, reforça que a cidade já pode ver as melhorias principalmente no atendimento. “Desde que o Robson assumiu a Prefeitura começamos a reestruturar a Saúde de Ipatinga. Com este projeto muito será feito. O sistema de Saúde já funciona de forma mais eficaz, a partir do momento que reestruturamos as equipes”, destaca.

Para realização do projeto, a Secretaria de Saúde viabilizará recursos próprios e de convênios com o Estado e a União. “A SMS já esta em vias de captar um recurso na ordem de quase R$ 2 milhões para a construção de novas Unidades de Saúde que estão contempladas no projeto inovador”, anuncia. Para investir em equipamentos serão destinados da SES, R$ 1 milhão e 200 mil. “Além disso, o Ministério da Saúde repassa para cada equipe de PSF credenciado de R$ 5 a R$ 9 mil”, informou Robson Gomes.

O secretário municipal de saúde, Juliano Nogueira, declara que o projeto vai aproximar ainda mais o PSF das famílias. “As equipes são multidisciplinares e atendem de forma mais próxima as famílias. Ampliar o PSF, por meio deste projeto, irá melhorar o atendimento à população. A prevenção é primordial e o programa tem esta finalidade”, reforça. O médico diz ainda que o sucesso do PSF depende da adesão da sociedade. “Tem que haver integração com o sistema de saúde, e qualidade na porta de entrada principal”, diz.

O projeto
De acordo com o idealizador do projeto, Fabiano Moreira, o plano tem dois eixos centrais. O primeiro consiste na expansão do programa e o segundo, na qualificação e reestruturação das equipes já formadas. “Tudo será implantado aos poucos, mas com muito trabalho e seriedade. Com o PSF em toda a cidade, Ipatinga só tem a ganhar”, garante.

Para reestruturar a Saúde de Ipatinga está sendo feita uma análise, visando atender as demandas. Por isso, o projeto está sujeito a pequenas mudanças, em virtude de alteração no contingente populacional e de até indicadores. Como, por exemplo, a expansão da Usiminas que fatalmente vai gerar aumento no contingente populacional da cidade.

Robson Gomes acrescenta que uma das propostas do projeto é melhorar os indicadores de qualidade de vida e saúde da população ipatinguense. “Com isso estaremos contribuindo para uma cidade mais feliz”, disse o prefeito de Ipatinga. Os profissionais de saúde têm feito análise de território e indicadores de saúde, por meio do Sistema de Informação da Atenção Básica (Siab), que é o mapa de produção de atendimento e atividades de educação e promoção da saúde de todas as equipes.

Uma comissão gestora foi criada, com o objetivo de acompanhar a execução do projeto e de se trabalhar coletivamente na construção de expansão da estratégia da saúde da família em Ipatinga. A composição é feita por gerentes das unidades de saúde que ainda não tem PSF que são dos bairros Canaã, Veneza, Jardim Panorama. A equipe conta ainda com o gerente da unidade de saúde do bairro Bethânia, Luiz Antônio Akimamm, que participou do processo de implantação do PSF em Ipatinga no ano de 2001.

O chefe de gabinete, Fabiano Moreira, que é mestre em saúde da família e que também participou da implantação do Programa, faz parte do grupo. A equipe é composta ainda pela médica Deise Fêlix, que é membro da Câmara Técnica de Medicina da Família e da comunidade do Conselho Regional de Medicina (CRM-MG).

Distribuição das equipes
As 88 equipes de PSF serão distribuídas inicialmente nos bairros Veneza, Centro, Novo Cruzeiro, Vila Ipanema, Parque das Águas e Planalto. Estas 11 equipes serão distribuídas na atual estrutura da Unidade de Saúde do Veneza. Outra proposta é construir mais duas Unidades de Saúde, sendo uma no bairro Jardim Panorama – com quatro equipes de PSF -, e outra no bairro Caçula. No bairro Canaã serão nove equipes sendo distribuídas em duas Unidades de Saúde.

O projeto prevê a ampliação de equipes do PSF, contemplando os bairros como Taúbas, Vagalume, Bethânia, além do desmembramento da Unidade do Bom Retiro com uma equipe de apoio no bairro Cariru, Ipaneminha e Pedra Branca. De acordo com Fabiano Moreira, os profissionais de saúde já estão sendo capacitados e treinados para atender as novas demandas da Saúde em Ipatinga.

 

Ciência e Saúde



Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2015 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço