terça-feira, 04/08/2009

Icabô: Foi-se a glória de Israel





Icabô: Foi-se a glória de Israel (I Sm 4.18)
“E sucedeu que, fazendo ele menção da arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, ao lado da porta, e quebrou-se-lhe o pescoço e morreu; porquanto o homem era velho e pesado; e tinha ele julgado Israel quarenta anos.”

Introdução: A historia de Israel gira em torno do seu Deus o Eterno de Israel, é um povo diferente, pois toda sua trajetória é composta em torno da sua fé e chamada pela parte do Senhor, pois bem, desde a saída do Egito até a entrada em Canaã, o Senhor foi instruindo o Sacerdote como deveria ser adorado, deu as instruções diretamente a Moises, como deveriam ser todos os objetos, utensílios e guarnições do tabernáculo onde o Senhor seria invocado e manifestaria sua presença por meio da Sua Shekinah. Dentro do tabernáculo além dos utensílios para a ministração do sacrifício, ficaria num local isolado e especial chamado de Lugar santíssimo ou Santo dos Santos a Arca da Aliança, peça essa constituída de madeira de acácia coberta com o mais puro ouro por dentro e por fora, incrustada de pedras preciosas por dentro, com dois enormes querubins de joelhos e olhando para dentro da arca e com suas asas cobrindo sua abertura principal chamada de Tampa do Propiciatório, essa peça simbolizava a presença de Deus no meio do seu povo, pois dentro dela havia 03 objetos de elevada estima e provas do poder sobrenatural do Eterno, são eles as tabuas com os 10 mandamentos entregue por Deus à Moises no alto do Sinai, um pote com Maná (cereal que vinha do céu e que alimentava o povo de Deus na peregrinação do Deserto que durou cerca de 40 anos) e a vara de Arão que floresceu de um dia para outro para confirmar sua chamada como o primeiro Sacerdote. Bem essa era a Arca do Senhor, e o deve de guardá-la era do “Kohen Gadol” Sumo Sacerdote em exercício, montou-se o tabernáculo de forma fixa em Shiló e uma vez ao ano o Sumo Sacerdote entrava no lugar santíssimo para oferecer oferta de sacrifício ao Senhor pelos pecados cometidos ao longo de um ano pelo povo de Israel. Conhecendo o contexto histórico e arqueológico fica mais fácil falar do tema acima proposto.

1º Tópico: Quem era Eli?
a) Eli era um descendente de Ithamar, o quarto e último filho de El azar Ben Aharon, o Sumo Sacerdote. Ele tornou-se Sumo Sacerdote (Cohen Gadol) após a morte de Pinechás, filho de Elazar, irmão mais velho de Ithamar. E oficiou durante 40 anos.


b) Era um homem que conhecia a voz de Deus, pois mesmo sendo de idade avançada e com olhos pesados, foi que ensinou Shmuel como deveria responder ao chamado do Senhor.

c) Era pai de dois filhos Hofni e Pinechas, terríveis e insensatos na presença de Deus, não sabendo honrar a alta posição do pai na presença do povo, por isso foram substituídos por Shmuel filho de Hannah, que honrava á Deus e ao Kohen Gadol Eli.

2º tópico: Quem era Hofni e Pinechas?
• Eram os filhos do Kohen Gadol Eli, e como a sucessão era hereditária seriam com certeza os próximos sacerdotes a suceder o pai depois de morto.
• Profanavam o templo, pois dentro do templo se prostituíam com mulheres em orgias.
• Profanavam as ofertas, pois quando a carne do sacrifício que ficava para o sacerdote estava sendo cozida enfiavam o garfo nas panelas e comiam sem a mesma estar preparada, lembrando que apenas o Sumo Sacerdote poderia comer desta carne.


3º tópico: Costumes nas batalhas
a) Sempre que havia guerra, Israel levava a arca da aliança diante dos batalhões, e a vitória estava garantida.
b) A arca só podia ser transportada por levitas, consagrados ao serviço do Senhor.

4º tópico: O contexto desta batalha.
a) os filhos de Eli morreriam na batalha para cumprir a revelação dada ao homem de Deus, sobre não haver mais sucessor na cadeira sacerdotal da casa de Eli.
b) De Deus não se zomba com certeza Hofni e Pinechas veriam a vingança do Senhor.
c) Ao levar a arca para a peleja nada adiantou, pois a presença de Deus não estava mais
Entre os Israelitas.

5° Tópico: O que vem da frente da batalha
a) Os sábios Judeus dizem que era Saul a quem viria ser o primeiro rei de Israel.
b) As noticias ruins já eram esperadas por Eli.
c) O Filho de Hofni nasce e recebe o nome de Icabô (Foi-se a glória de Israel).

6º tópico; A glória se vai não pela tomada da arca e sim:
A) Eli cai e quebra o “pescoço”, membro de ligação entre a cabeça e corpo.
B) Jesus Cristo é a cabeça da Igreja
C) Nós a igreja somos seu corpo como afirma-nos Paulo em sua carta aos Coríntios
D) O Pescoço é o elo entre a cabeça e o corpo e este elo é o ESPIRITO SANTO que nos liga a Deus. Logo a presença de Deus se foi quando se quebrou o Elo ou seja a perca do Espírito Santo e não quando a arca foi roubada e levada ao templo de Dagon pelos filisteus.

“A glória de Deus vai embora quando quebramos o elo de ligação com Deus, quando perdemos o contato com Deus e com seu Espírito, não deixemos que o elo se quebre para que a glória com Deus não termine.”
Autor: Pr. Eder Guerrero da Silva ( Ministério da Assembléia de Deus)

 

PUBLICIDADE

Bem aventurado és por seu

Enviado por José Roberto Galvão (não verificado) em ter, 22/06/2010 - 09:04.

Bem aventurado és por seu precioso comentário.
Que a igreja de Cristo nunca perca este elo de ligação com Ele que é a cabeça.


elogio

Enviado por Alison Cesar (não verificado) em qui, 19/11/2009 - 12:44.

A sabedoria vem de Deus, e Deus assim te concedeu !!!!!!!!!!


Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Este recurso é para previnir postagens automáticas feitas por spammers.
Image CAPTCHA
Digite os caracteres mostrados na imagem.


Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2014 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço