sexta-feira, 03/04/2009

Por Onde Andam os Elias?

 

 
 
“És tu o perturbador de Israel?” - I Reis 18 : 17
 
O Rei Acabe estava extremamente preocupado e se sentia ameaçado, pois o Profeta Elias era um homem diferente que não abria mão de sua relação nem tão pouco da sua dependência de Deus. Elias se constituía numa ameaça velada ao reinado de Acabe e passou a ser tratado como agitador uma vez que ele combatia com fervor os erros cometidos no palácio real. Acabe havia se afastado dos mandamentos do Senhor, fato que levou o Profeta a uma posição de rebeldia e de indignação, pois todo o povo de Israel estava pagando um preço muito alto pelo desprezo da observância das leis de Deus pelo Rei.
 
As origens de Elias não são definidas, a não ser que era Tisbita morador de Gileade. Usava roupas feitas de peles de animais e portava um cinturão de couro.
 
Considerado o maior responsável dos milagres descritos no Velho Testamento depois de Moisés, tem os principais fatos de sua vida narrados no livro de Reis e ocorreram principalmente durante o reinado de Acabe que se deixou levar pela maligna influência de Baalaim.
 
Acusado, Elias o revoltoso então, num ato de coragem e de confiança na sua relação com Deus desafia o Rei a conduzir ao Carmelo todos os habitantes de Israel juntamente com os 450 profetas de Baal e os 400 da mesa de Jezabel. Ali seria o palco de um dos maiores acontecimentos relatados no Velho Testamento e que marcaria de maneira sobrenatural a vida daquele povo. A confiança de Elias era tamanha que ele mesmo diz “Só eu fiquei por profeta do Senhor”, e estou aqui pronto para evidenciar com a minha vida e com as minhas ações o poder sobrenatural de Deus. O que se segue é um espetáculo de humilhação que não encontra outro registro semelhante nas Escrituras, os Profetas de Baal foram sumariamente derrotados, o fogo desceu dos céus e consumiu todo o holocausto, a lenha, as pedras, o pó e de lambuja ainda lambeu toda a água depositada no rego em volta do altar. Ao final daquela cena, diante da vergonhosa derrota imposta a Acabe e aos Profetas de Baal o povo clamava: ”Só o Senhor é Deus, só o Senhor é Deus”.
 
As ações, o testemunho, o comprometimento, a vida e a intimidade de Elias com o Senhor levaram-no a conquistar o título de perturbador da ordem publica, ele foi considerado pelo Rei como um anarquista, pessoa não grata para a nação. Elias causou incomodo e transtorno a uma pátria inteira e por esta razão Deus para si o chamou.
 
Lamentavelmente, diante dos rumos que o cristianismo tomou nestes últimos tempos; da degradação espiritual que se abateu sobre o povo de Deus; Da exploração irracional da fé por pessoas inescrupulosas, não há um Elias que se levante e desafie os poderosos de nosso tempo. Pelo contrário, estão todos se aliando a estes numa intimidade de causar inveja aos Reis do passado.
 
Porque não temos Elias hoje? Simples, Deus tornou-se apenas em um detalhe no meio religioso e a briga pela busca do sucesso; do modelo empresarial adotado por todos os grupos religiosos; da intimidade entre a igreja e o mundo; da busca doentia por prosperidade material em detrimento do crescimento espiritual; a falta de líderes comprometidos com o Evangelho e não com denominações, tudo isto fez com que os Elias sucumbissem ao longo da jornada e o que se vê são os Profetas de Baal construindo altares por toda a parte e prestando culto da maneira que melhor lhes convier. Enganam, jogam com os interesses, brincam com os sentimentos causando danos irreparáveis para a pregação do verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo.
 
Infelizmente o que vemos são evangélicos perturbando a paz e a ordem por outros motivos, evolvendo-se em meios ilícitos e sujos como a política; os produtos piratas nas suas mais variadas formas invadiram o seio da igreja e já não há como combatê-los, até porque o antagonismo não é mais tolerado pela grande maioria das lideranças evangélicas no Brasil.
 
Ser contra tudo isto que está ai e que rotularam de “cristianismo” parece irracional, fora de moda e desatualizado. Dizem, quem não globalizar não vai prosperar; quem não evoluir não terá espaço no mercado da fé. A religião transformou-se em um produto e como a Coca-Cola briga por espaços, assim também a religião briga pela ocupação de um lugar de destaque no meio da sociedade, não pela sua mensagem, mas pelas suas concessões feitas em alianças com o inimigo. És tu o perturbador de algum lugar hoje por causa da fé que você professa? Você está preparado para ser desafiado pelos Profetas que se levantam todos os dias em nosso Brasil? Elias disse para Deus; ”Senhor, responda-me; és Deus...”, e você, o que tem a dizer para Deus?
  
Carlos Roberto Martins de Souza
PUBLICIDADE

pecisamos de homem de Deus

Enviado por Pb juraci geraldo (não verificado) em sex, 29/05/2009 - 22:03.

pecisamos de homem de Deus para enfrantar eses baau quantas tem se levantado por causa do comercio religioso para voce que pos este lembrete

Deus te abençoe 1 timotio 2.

1 Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens,
2 pelos reis, e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e sossegada, em toda a piedade e honestidade.
3 Pois isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
4 o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.
5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,


Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Este recurso é para evitar postagens automáticas
Image CAPTCHA
Digite os caracteres mostrados na imagem.


Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2014 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço