terça-feira, 18/11/2008

Cachoeira Escura quer se emancipar de Belo Oriente

 

Diviulgação

A Associação de Moradores do distrito de Perpétuo Socorro (Cachoeira Escura), em Belo Oriente, promoveu na tarde do último domingo (16), o segundo encontro para tratar da organização de uma Comissão Pró-emancipação da localidade.

Os moradores do local tem debatido nas ruas com muito entusiasmo este assunto, principalmente após o Congresso Nacional ter discutido novamente a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 13/2003, que trata da emancipação dos municípios brasileiros.

Centenas de pessoas compareceram ao salão de festas “Lacerda Eventos”, incluindo autoridades políticas, religiosas e comunitárias, Paulo Saturnino, presidente da Associação de Moradores, afirmou que agora seria possível realizar a emancipação, o que é um grande sonho e um sentimento coletivo da comunidade, que já não agüenta mais a ‘guerra política’ com a sede, segundo ele.

Os vereadores Gumercino Barros (PMDB) e Waldir Mendes, o “Diro” (PSB), participaram da mesa coordenadora dos trabalhos e falaram sobre a mudança dos critérios técnicos para viabilizar a medida. “A emancipação só será possível se não houver prejuízo para o município remanescente. A nossa proposta não prevê prejuízos pra ninguém”, observou Gumercino.

“Pelas mudanças no projeto, a nossa emancipação não depende mais da vontade dos moradores de lá [da Sede]. Temos que nos organizar o mais rápido possível. É o que estamos fazendo”, afirmou Diro.

De acordo com o projeto das emancipações, o assunto será discutido pelas Comissões de Assuntos Municipais das Assembléias Legislativas, após a coleta de assinaturas de, pelo menos, 50% dos eleitores. Neste sentido, uma nova reunião foi confirmada para a próxima quarta-feira (19), às 19h, no mesmo local, onde deverão ser ultimados os detalhes para colher as assinaturas dos moradores favoráveis à emancipação.

 Ficou decidido que já a partir das 8h do próximo domingo (23), serão colocadas mesas coletoras em vários pontos do distrito. No ato da assinatura, o morador deverá apresentar o título de eleitor.

O município de Belo Oriente tem hoje a maior renda per capita do Vale do Aço – de R$ 21.036,00, pois a fábrica de celulose da Cenibra se encontra em seu território, uma população de 22.289 pessoas, segundo o censo de 2005 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), sendo que aproximadamente 11 mil estão no distrito de Perpétuo Socorro, onde está instalada a Cenibra.

Publicidade


Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2015 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço