ter, 23/02/2016 - 17:18

Boticário fecha 10 lojas em Ipatinga e Fabriciano

Segundo o empresário, a crise pela qual o país está atravessando contribui para o fechamento de várias empresas

Dez lojas da franquia de cosméticos e perfumes O Boticário foram fechadas no Vale do Aço este mês, sendo sete em Ipatinga e três em Coronel Fabriciano em Minas Gerais. O PLOX conversou com o empresário Jamilson de Macedo Soares, na tarde desta terça-feira (23). Ele confirmou o encerramento das atividades das unidades que estavam sob seu comando.

O empresário lamentou e destacou que no próximo mês completaria 30 anos de atuação.  Cerca de 100 funcionários foram dispensados. As lojas estão localizadas nas principais áreas comerciais, como, por exemplo, a rua Maria Mattos em Coronel Fabriciano e o Shopping Vale do Aço em Ipatinga. Loja na cidade não pertence ao mesmo grupo das que foram fechadas, portanto, permanecem abertas.

Loja fechada no Shopping Vale do Aço

Loja fechada na Avenida 28 de Abril no Centro de Ipatinga

Filial também foi fechada na Avenida Selim José de Salles no Canaã em Ipatinga

Cartaz informa encerramento em uma das filiais

Jamilson Soares declarou que o fechamento se deu por alguns motivos, dentre eles, o acirramento da crise econômica. Ele destaca que, no entanto, logo que as lojas começaram a passar por dificuldades, a fabricante, detentora da marca, demonstrou interesse em absorver as lojas.

Jamilson Soares

Ainda de acordo com o empresário, esse interesse se deu, principalmente, porque na região do Vale do Aço, as lojas demonstram resultados acima da média do país. Ele afirmou ainda que a fabricante está assumindo as unidades que, provavelmente, serão reabertas pela própria O Boticário.

Outros casos
O empresário afirmou que existe no Brasil uma certa tendência das franqueadoras tentarem obter o controle das lojas dos franqueados. Segundo ele, isso não acontece só com perfumes, mas também com fast food’s e outros.

A própria rede O Boticário está vivendo uma situação semelhante em São Paulo, onde também foram fechadas recentemente 14 lojas franqueadas. A responsável pelas lojas, Izabel Cristina Litieri, franqueada também há cerca de 30 anos, declarou a um jornal paulistano que se sente injustiçada.

Ela move uma ação contra o franqueador, na qual afirma que a fabricante começou a limitar e, depois, suspender o fornecimento de produtos. E que, em sua avaliação, isso seria uma forma de “asfixiar financeiramente” a franquia.
 
Para a lojista, houve “um claro movimento” da rede O Boticário de “forçá-la a entregar o seu negócio”. “Entre venda direta e as 14 lojas, minha empresa vendia cerca de R$ 55 milhões por ano. Comprava R$ 2 milhões em produtos da marca por mês. Era bastante. Havia condições de expandir o negócio”, declarou.

Izabel Cristina afirma que seu negócio já vinha acumulando dívidas, mas disse que acredita que os detentores da marca O Boticário poderiam ter sido mais flexíveis. Porém, eles optaram por absorver as lojas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Pontofrio fecha filial no Vale do Aço
Rede de supermercados fecha filial em Ipatinga
Casas Bahia e Ponto Frio fecham 31 lojas no 3º trimestre



seg, 26/06/2017 - 16:49

Abono salarial do PIS/Pasep pode ser retirado até sexta (30)

Caso trabalhadores não realizem o saque do benefício, quantia será destinada ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT)
seg, 26/06/2017 - 15:24

Aumenta o número de cheques devolvidos por falta de fundos

Foram devolvidos 958.819 cheques por insuficiência de saldo, de um total de 44.575.586 compensados
seg, 26/06/2017 - 13:03

Temer sanciona lei que permite descontos para compras em dinheiro

Além de permitir que os comerciantes cobrem preços diferenciados para um mesmo produto em função da forma de pagamento, a medida possibilita a variação do valor em função do prazo de pagamento
seg, 26/06/2017 - 11:53

Governo divulga escala de pagamento dos servidores para o mês de julho

Normalmente era divulgado a previsão de pagamento por trimestre, mas desta vez divulgaram somente um mês por conta da possível aprovação de um conjunto de leis que permitirão a reestruturação da escala de pagamento