sex, 20/11/2015 - 08:40

Vereador fabricianense apresenta demandas durante encontros em Belo Horizonte

O vereador reunindo-se com representantes do governo do Estado, em Belo Horizonte

O vereador Marcos da Luz (PT) reunindo-se com representantes do governo do Estado, nessa quinta-feira (19), na Cidade Administrativa, em BH, para debater sobre a geração de emprego e renda em Coronel Fabriciano.

O vereador esteve com a presidente da Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig), Liza Prado. Ele afirma ter solicitado a inclusão de Coronel Fabriciano nos programas da estatal.
De acordo com o parlamentar, ficou acertada a oferta de cursos gratuitos de qualificação, visando mitigar a situação de vulnerabilidade social e o quadro de violência urbana no município, com a formação de mão de obra preparada para o mercado de trabalho. Um dos primeiros cursos deverá ser o de brigadista.

Marcos também se reuniu com o subsecretário de Estado de Trabalho e Emprego, Antônio Lambertucci, a quem propôs que a cidade seja incluída no Plano Estadual de Economia Popular Solidária (EPS), com vistas a ser contemplada com a implantação de um ponto fixo de comercialização dos produto de EPS do grupo de artesãos do Município, denominado "Arte Minas Fabri".

"Em tempos de crise, a qualificação profissional e cooperativismo se fazem ainda mais relevantes. Acredito que, desta maneira, vamos assegurar o fortalecimento e a perenidade do grupo, que vem se qualificando e aprimorando os seus trabalhos manuais", argumentou, ao entregar um catálogo de atividades dos artesãos.

Por fim, o vereador Marcos da Luz apresentou à diretora de Gestão de Rede Física da Secretaria de Estado da Educação, Rosângela Zuba, pleito de liberação de recursos para a reforma e ampliação da Escola Estadual Celina Machado, do bairro Santa Terezinha II, o que deve ocorrer no início de 2016.

sab, 25/03/2017 - 12:37

Geraldo Hilário nomeia novos secretários

Portaria define titulares da Administração e Educação
sab, 25/03/2017 - 11:22

Vazamentos da Odebrecht complicam chapa Dilma-Temer, Lula, ministro Padilha e partidos

De acordo com Marcelo Odebrecht, a empreiteira doou R$ 150 milhões à campanha de Dilma-Temer em 2014, incluindo R$ 50 milhões como contrapartida de uma medida aprovada no Congresso em 2009 de interesse da construtora.
sab, 25/03/2017 - 10:26

MPT pede a Temer veto integral ao projeto da terceirização

Em nota técnica, procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, diz que prática fragiliza a efetividade dos direitos fundamentais dos trabalhadores previstos na Constituição
sex, 24/03/2017 - 21:51

Governo suspende abertura de concursos por tempo indeterminado em MG

Medida foi adotada para acatar o parecer da Advocacia Geral do Estado (AGE), uma vez que a despesa total com pessoal do Estado está ultrapassando os 49% permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal