O Globo critica política econômica do governo Lula e destaca aumento da dívida pública

Editorial compara a situação fiscal atual com a gestão anterior e aponta relaxamento das metas fiscais comprometidas

Por Plox

17/04/2024 08h59 - Atualizado há cerca de 1 mês

Um recente editorial do jornal O Globo expressou severas críticas à condução econômica sob o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, apontando um cenário de irresponsabilidade fiscal. Segundo o jornal, houve uma mudança considerável nas metas fiscais estabelecidas anteriormente, dificultando a projeção de um crescimento econômico sustentável.

O texto ressalta que, embora inicialmente o governo tenha se comprometido a zerar o déficit público este ano e alcançar superávits nos próximos anos, recentemente essas metas foram significativamente reduzidas. Para 2025, a meta foi ajustada para zero e, para 2026, reduzida para apenas 0,25% de superávit. O editorial enfatiza que "ninguém sabe se a meta deste ano será mantida ou cumprida".

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Globo também compara a dívida pública atual com a do governo anterior, de Jair Bolsonaro. Em 2022, a dívida bruta do governo geral correspondia a 71,7% do PIB, e após a posse de Lula, esse número aumentou para 75,6%, com o Brasil acumulando quase R$ 1,1 trilhão a mais em dívidas, valor que é aproximadamente o triplo do aumento registrado no primeiro ano do governo Bolsonaro.

A publicação ainda critica a falta de um plano efetivo do governo Lula para cortar gastos, apesar do aumento dos impostos para tentar equilibrar as contas públicas. O editorial do O Globo conclui que, diante do cenário atual, "dificilmente haverá apoio político para o governo criar mais impostos ou aumentar os existentes", projetando um futuro econômico desafiador para o governo e seus apoiadores.

 

 


 

Destaques