qua, 11/01/2017 - 08:30

Bebê contrai herpes a partir de beijo da mãe e sofre paralisia

Sem perceber que estava com herpes Helen Green transmitiu o vírus para a filha.

Publicidade
Pais e mães de bebês sabem que é difícil resistir à fofura sem cobri-los de beijos. Mas o carinho de uma mãe australiana quase levou uma garotinha de seis meses à morte. Sem perceber que estava com herpes, Helen Green transmitiu o vírus para a filha, Bonnie, o que desencadeou sérias complicações neurológicas na criança.

Tudo começou numa viagem da família Green. Helen e o marido, Russell, levaram a pequena Bonnie à Inglaterra. Depois de alguns dias, a mãe da bebê percebeu que estava com herpes labial, provavelmente ocasionada pelo frio no avião. Na semana seguinte, os pais observaram uma lesão parecida na orelha da filha.

Bonnie contraiu herpes (Foto: Reprodução / Today Tonight)

Eles a levaram a um médico, que receitou antibióticos. Mas dias depois a menina teve uma convulsão de 20 minutos. Os pais, em pânico, a levaram de volta ao hospital.

Publicidade
Publicidade

"Os médicos pergunraram se alguém com herpes labial havia entrado em contato com ela", contou Russell durante o programa de TV australiano Today Tonight.

Bonnie contraiu herpes a partir dos beijos da mãe. O vírus se alojou no cérebro, causando encefalite viral — um inchaço intracraniano severo. Helen ficou devastada com a notícia.

"Eu sou mãe dela, eu devo protegê-la. O beijo de uma mãe deve curar coisas, não causar danos", disse ela. "Eu não havia percebido que estava com herpes e devo tê-la beijado. Eu não a beijaria se estivesse com uma lesão".

De acordo com especialistas, mesmo antes das lesões aparecerem, a herpes pode ser contagiosa. Segundo o neurologista pediátrico Simon Williams, do hospital Princess Margaret, da Austrália, metade da população adulta carrega o vírus, mas ele pode ficar adormecido por anos

Bonnie teve convulsão de 20 minutos (Foto: Reprodução / Today Tonight)

Bonnie teve hemiplegia (Foto: Reprodução / Today Tonight)

Passado o período mais difícil, a família Green agora batalha pela reabilitação de Bonnie, que ficou com sequelas da herpes. Ela teve hemiplegia, um tipo de paralisia cerebral que atinge um dos lados do corpo. No caso da bebê, o direito.

"Nós cremos que Bonnie vai ter uma grande recuperação, se não total. Você simplesmente tem que acreditar", disse o pai da bebê.

Bonnie e a mãe, Helen (Foto: Reprodução / Today Tonight)

Fonte: http://extra.globo.com/noticias/mundo/bebe-de-6-meses-contrai-herpes-par...

qua, 18/01/2017 - 11:16

Sete mortes por febre amarela são confirmadas em Minas Gerais

A contraprova dos testes foi divulgada à Secretaria de Estado de Saúde (SES) na manhã desta quarta-feira (18)
ter, 17/01/2017 - 22:22

Chega a 53 o número de mortes suspeitas por febre amarela em Minas

Somente em Ladainha, no Vale do Mucuri, foram 16 óbitos registrados; desde o início do surto, 184 casos da doença foram notificados no Estado; Em BH, 21 pessoas continuam internadas no Hospital Eduardo de Menezes.
ter, 17/01/2017 - 17:45

Unimed Vale do Aço cria protocolo para atender pacientes com febre amarela

De acordo com o protocolo adotado pela Unimed Vale do Aço, pacientes com sintomas iniciais da doença deverão passar por avaliação e coleta de exames
ter, 17/01/2017 - 09:42

Sobe o número de mortes suspeitas por febre amarela em MG

Todos os casos aconteceram na zona rural e são da chamada febre amarela silvestre, que pode ser transmitida por três mosquitos diferentes.