qua, 11/01/2017 - 17:46

Unidades de Saúde de Timóteo já possuem vacina contra febre amarela

Cidade não tem casos suspeitos da doença registrados até o momento

Publicidade
As notícias dos últimos dias de surto de Febre Amarela em algumas cidades de Minas Gerais, incluindo Caratinga, com vários casos suspeitos da doença sendo atendidos nos Hospitais, provocaram uma corrida da população às unidades de saúde em busca da vacina em Timóteo. Segundo balanço da Secretaria de Saúde, somente na terça e quarta-feira foram distribuídas mais de 400 doses em oito das unidades de saúde do município.

A vacina contra a Febre Amarela é disponibilizada nas unidades de saúde para a população mais exposta, que tem prioridade no programa de imunização do Ministério da Saúde como as crianças entre 09 meses e 4 anos e aquelas pessoas que, comprovadamente, vão viajar para locais com epidemia e riscos a infecção pela doença.
Timóteo não tem registrado nenhum caso suspeito da doença. O prefeito Geraldo Hilário informou que a Secretaria Municipal de Saúde está atenta em relação ao problema e disse que não há motivo para alarde pela população porque não há surto de Febre Amarela em Timóteo e no Vale do Aço. “Estou mais preocupado com o tumulto provocado com a corrida das pessoas às unidades de saúde do que propriamente com a Febre Amarela”, comentou o prefeito.

Publicidade
Publicidade

Nesta quinta-feira (12), o Prefeito Geraldo Hilário vai a Belo Horizonte participar de reuniões, inclusive na Secretaria de Estado da Saúde em busca do repasse de um volume maior de lotes com doses de vacina. Segundo o secretário de Saúde, Cézar Luz, o quadro de cobertura vacinal da população do município relativo ao último ano não é bom e o objetivo é garantir o estoque para melhorar os números. “Nossa cobertura atual que deveria ser de 100% está em 65%,  a pior dos últimos 5 anos. Em crianças de 9 meses  e 4 anos  a cobertura está ainda mais baixa, de 56%, um índice pior ainda”, destacou César Luz citando dados da Superintendência Regional de Saúde – SRS.

A Febre Amarela é uma doença transmitida por mosquitos em áreas urbanas e silvestres. Nas áreas florestais, o transmissor é o Haemagogus ou o Sabethes. Já no meio urbano, nas cidades, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue, mas somente se ele estiver infectado. Cesar Luz lembra da importância de manter os cuidados em relação à eliminação de focos do mosquito Aedes. Para identificar os locais de maior infestação e realizar um combate mais eficaz aos focos, a secretaria de Saúde realiza esta semana o LIRAa – Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti.

sab, 25/03/2017 - 17:23

Casal é preso e menor, apreendida com arsenal na BR-386 no RS

PRF encontrou 14 armas e 1,4 mil balas que iam do Paraguai a Porto Alegre. Acessório recolhido equipara poder de fogo de pistola ao de metralhadora
sab, 25/03/2017 - 16:12

Prefeito abre estrada na BR-040 para motoristas não pagarem pedágio

O prefeito de Cristalina manda desobstruir estrada paralela à BR-040 para que moradores do município não tenham que desembolsar R$ 4,80 toda que vez que passam pelo local. População era isenta da taxa, mas a liminar que garantia o direito foi derrubada
sab, 25/03/2017 - 12:18

Festa do aniversário de Timóteo terá mais de 30 atrações

Atividades alcançam todas as faixas etárias, que terão acesso a eventos esportivos, sociais e culturais
sab, 25/03/2017 - 11:35

Adolescente processa mãe que o deixou sem celular para que estudasse

Além de querer a mãe presa por nove meses, o filho ainda exigiu que ela pagasse com todos os custos processuais