seg, 02/01/2017 - 15:26

Dicas para se comunicar melhor com seu gato

Reconheça os diferentes comportamentos do seu bichano e entenda o que ele está pedindo

Publicidade
Você sabia que os gatos desenvolveram um sistema de comunicação com centenas de vocalizações diferentes para dizer aos humanos o que eles querem ou precisam? Palavra de cientistas. O corpo também diz muito: a cauda e os olhos indicam felicidade, agressividade ou medo.

Compreender como seu gato está se pedindo e como os gatos interpretam sua maneira de falar com eles pode ajudar a cultivar uma relação mais próxima com seu felino.

Anote aí cinco dicas para melhorar a comunicação com seu bichano:

Publicidade
Publicidade

Entenda o motivo e a forma como os gatos se comunicam

Miar não é o jeito preferido de falarem com você. A comunicação de um gato consiste num sistema complexo de olfato, expressão facial, linguagem corporal e tato. Os gatos sabem muito bem que não compreendemos os sinais não verbais que eles mandam uns aos outros, é aí que preferem vocalizar, numa tentativa de se comunicarem do nosso “idioma”. Fique atento aos sons e as ações que usam para falar com você, os gatos sempre aprendem um jeito novo de pedir alguma coisa.

Quais as circunstâncias de cada miado?

Observe seu gato enquanto ele mia e note se é capaz de distinguir quais sons ele usa em quais pedidos ou para quais protestos.

  • Miado curto: usado como reconhecimento geral e cumprimento padrão.
  • Muitos miados: cumprimentos entusiasmados.
  • Miado tom médio: pode ser um pedido por algo como comida ou água.
  • “Mrrroooow” longo: demanda mais insistente por um desejo ou necessidade.
  • “MRRRooooowww” grave: descontentamento, reclamação ou uma preparação para a briga.
  • Miado alto e grave: pedido urgente por alguma coisa, como comida.
  • Identifique a comunicação que não envolve miados

O miado é o som mais associado ao gato, mas não é o único. Temos também:

  • Ronronar: som vibratório feito com a garganta, que convida ao convida ao contato próximo ou pode ser tido como um pedido de atenção. O ruído é quase sempre associado ao contentamento.
  • Sibilar: sinal de agressividade ou autodefesa de um felino. Indica que o animal está infeliz, que se sente assustado ou ameaçado ou que pode estar se preparando para uma briga.
  • A cauda também manda sinais sobre como seu felino se sente

Como os cães, os gatos também se comunicam com o movimento das caudas. Observar a posição do rabo em conjunto com as vocalizações pode ajudar você a entender o que seu gato quer.

  • Cauda reta para cima e com a ponta curva: felicidade.
  • Cauda se contraindo: agitação ou felicidade.
  • Pelo da cauda armado: seu gato está agitado ou sentindo-se ameaçado.
  • Cauda vibrando: ele está animado e feliz em vê-lo.
  • Pelo esticado para cima com a cauda se curva: sinal de agressividade extrema, briga ou autodefesa.
  • Pelo esticado para cima, mas a cauda baixa: gato agressivo ou assustado.
  • Cauda para baixo, entre as pernas: seu gato está assustado.
  • Os olhos dizem muito

Repare nos olhos do seu gato, isso o ajudará a se conectar com seu felino e a ler seus sentimentos. Cuidado: encarar direto sem piscar pode ser entendido com agressividade pelo seu gato, o que o deixará desconfortável.

  • Pupilas dilatadas: pode significar animação ou medo. Use outros sinais para descobrir qual é o comportamento dele.
  • Olho no olho: quando um gato olha para os seus olhos, quer dizer que ele confia em você e se sente confortável na sua companhia.
  • Piscar lentamente: é um sinal de carinho.

Fonte: http://www.petmag.com.br/17504/dicas-para-comunicar-com-gato/

sab, 24/06/2017 - 11:56

Donos usam canabidiol para tratar doenças de animais de estimação

Onde a maconha medicinal é legalizada, tutores pegam receitas para os pets
sex, 23/06/2017 - 15:57

Cavalo morre um mês após ser leiloado por quase R$ 7 milhões no Rio Grande do Sul

Equador Santa Edwiges tinha 11 anos de idade e era criado em São Lourenço do Sul. Propriedade do animal era dividida por 21 investidores.
sex, 23/06/2017 - 10:15

Por que não devemos dar bronca no cachorro quando ele faz xixi no lugar errado?

Entenda por que você não pode dar bronca no seu cachorro quando ele faz xixi no lugar errado. Ensinar com paciência e mimos é o ideal.
ter, 20/06/2017 - 18:38

Conheça a história de Pituco, o cachorro que carrega a própria ração para casa

Vídeo da cena viralizou na internet e alguns chegaram a compartilhar a história, dizendo que o cachorrinho estaria roubando a comida